Um pouco sobre minha fotografia

Já tem um tempo que estou querendo compartilhar umas coisas. Tanto dicas de fotografia, dicas de poses para fotos, roupas para fotos, fornecedores para festas, quanto outras "cositas mas". Além disso estou encontrando o porque gosto de fotografar de um jeito e também me identificar no que faço.
Comecei então, uma busca de me conhecer, me aceitar e também de me expressar. E na fotografia é um meio de retratar aquilo que gostaria de ter para mim, aquilo que faço para o outro.

Exemplo1: Eu não gosto de fotografar o newborn com roupinha de girafa, a não ser que seja a roupinha dele. Gosto do real, do verdadeiro, do que pertence a cada um. 
Num ensaio de gestante, a produção será feita baseada no que ela gosta de usar. Se ela gosta de maquiagem, vamos usar. Se ela não gosta, eu não vou maquiar só para ficar mais "bonita" na foto. 
Vou explicando essas coisas aos poucos e usando fotos para ilustrar o que estou querendo dizer, compartilhando com vocês um pouco de mim e porque eu gosto de fotografar dessa maneira e aos poucos vou dando sugestões/dicas sobre o assunto abordado. 

Meu pai SEMPRE gostou de fotografia e SEMPRE fotografou a gente (minha família). Veja que algumas fotos são posadas, outras o ambiente arrumado, e outras não.
O que acabou de acontecer, o que eu já fazia no cotidiano. Me identifico muito com essa maneira. 
Não estou querendo dizer que outra maneira de fotografar é feio, errado ou sei lá o que. Não é isso de forma alguma. O que eu quero mostrar é de onde vem o que faço, como EU fotografo.
Eu vejo assim e me identifico.



 4

Nas fotos 1, 2, 3 e 4 estou brincando no tanque, na pia e no bidê ( uma pena não ter mais bidê hoje nas casas). 
Podemos sugerir uma brincadeira que a criança está acostumada a brincar e então registramos aquela alegria de um momento que ela está confortável. Com certeza teremos fotos mais verdadeiras e expontâneas.

 6

Na foto 5 estou batendo um prato de comida, quando pequena não dava trabalho pra isso.
Na foto 6 a boneca era minha mesmo, era a moranguinho. Minha mãe guardou ela até pouco tempo.


 8
Na foto 7 estamos minha irmã e eu, ela 8 anos mais velha cuidava de mim como se fosse sua boneca, isso anos mais tarde se tornou um problemão pra mim, kkkkkkkk
É uma foto posada, e não vejo problema nisso.
Samambaia sempre teve na minha casa, curioso isso.

Na foto 8 tenho esse tipo de foto em muitas edições, meu pai sempre gostou de fazer, brincar desse angulo.
Esse era o quarto que dividi com minha irmã por 9 anos, ele passou por várias modificações, mas essa foi a primeira versão. 

 A importancia que vejo nos elementos naturais da cena de cada retrato é que eles nos ajudam a revisitar memórias que podem estar esquecidas, outras que nem lembramos mesmo. Mas com a fotografia, podemos voltar no tempo e viver aquele momento das nossas vidas e quem sabe até resignificá-las.


Nenhum comentário:

Postar um comentário